Princípios Ágeis: Não basta ser cliente, tem que participar!

Há muito tempo ouvi uma frase de uma psicóloga, que me marcou muito:

Somos animais racionais sociais!

Quando ouvi isso, lá no início da minha adolescência, não dei muita importância, achei uma bobagem, até. Afinal, o mundo era meu! Era eu quem definia para onde o mundo deveria ir.

Que tolice!

Ninguém é uma ilha, ninguém faz nada sozinho. Precisamos socializar, dividir, compartilhar, para conseguir resultados melhores. Ou seja, até podemos fazer algumas coisas sozinhos. Mas, quando fazemos em grupo, nossa força é ainda maior!

Pessoas relacionadas à negócios e desenvolvedores devem trabalhar em conjunto e diariamente, durante todo o curso do projeto.

Este Princípio Ágil toca justamente neste ponto e é complementado pelo Manifesto Ágil, quando diz:

Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas

e

Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos

Já entendeu o valor que os agilistas dão para a interação e colaboração, né?

No modelo waterfall, já discutimos que o problema é jogado no colo da TI que, através de entrevistas levanta o que pode ser a solução. O único acompanhamento que acontece, por vezes, é apenas gerencial, para compartilhar o progresso das atividades que foram levantadas.

O ponto que tenho insistido bastante é a velocidade que o mercado anda. Se não se acompanhar isso, o software fica obsoleto antes mesmo de ir para a produção.

Da mesma forma, o cliente, na figura do Product Owner, Stakeholder ou seja lá o nome que é usado na sua empresa, esse cara precisa estar envolvido em todo o processo de desenvolvimento. Não é possível se isentar de participação.

O software precisa ser construído por todas as mãos possíveis que possam acrescentar alguma informação relevante que possa maximizar o valor agregado das entregas.

Certa vez, quando era analista de sistemas, fiz uma reunião de levantamento com uma usuária. Fiz todo um questionamento das suas necessidades, fui o cara chato! Voltei pra casa e, junto com a equipe, elaboramos o documento de requisitos e o protótipo navegável do que seria a aplicação.

Na apresentação deste material, esta usuária se recusou a participar: estava muito ocupada com um projeto interno e deixou a validação a cargo da sua equipe. A equipe, composta por umas três pessoas, fez suas considerações, alteramos o protótipo, os requisitos. E voltamos pra validar.

Mais uma vez, a usuária não pôde participar, mas disse que o assunto seria bem tratado pela sua equipe. Fizemos mais alguns ajustes finos. Fechamos tudo por email. Partimos para as fases de análise propriamente e desenvolvimento. Testamos.

Fomos apresentar o software “pronto”. A primeira a chegar na apresentação foi a usuária lá da primeira reunião. Apresentamos. O único comentário da usuária foi:

Não é nada disso que eu preciso!

Todos na sala ficaram perplexos! A negociação que se sucedeu foi estressante. Provamos que o que foi desenvolvido foi o que foi acordado com a equipe da usuária. Na última reunião dessa fase, lembro que a gerente responsável me perguntou:

Por que a usuária não foi envolvida no levantamento?

A própria equipe da usuária saiu em nossa defesa, dizendo que houve uma resistência em acompanhar. A gerente saiu. Gritos. Esbravejos. E todos nós olhando uns para os outros.

Volta a gerente. Trazendo a usuária.

Ela vai explicar tudo o que ela precisa, do jeito que ela precisa. Vai validar tudo o que vocês fizerem e só vamos seguir em frente depois que ela estiver de acordo. E, caso tenham qualquer problema de agenda, falem comigo que eu resolvo.

A lição que aprendemos? Bem… É como dizia aquele velho comercial de TV: não basta ser usuário… Tem que participar!

A participação do cliente no processo de desenvolvimento certamente vai economizar uma boa grana para sua empresa. Se você é cliente, procure envolver-se mais com o projeto. Não queira apenas acompanhar o andamento, independente do método de desenvolvimento utilizado. Não apenas esteja disponível. Faça-se presente.

Se você está desenvolvendo um projeto, tente trazer cada vez mais o cliente para o lado do desenvolvimento. Faça com que ele sinta satisfação em ver algo que está ajudando a construir. Faça o seu usuário ser o pai desta criança que está nascendo!

E continue ligado nos artigos da série sobre os Princípios Ágeis!

Anúncios

Marcelo L. Barros

Olá! Sou um cara criativo, curioso e detalhista, que, cada dia, mais se vê interessado em desvendar os mistérios desse "bicho gente"! Comecei minha carreira profissional em 1996, sou formado em Processamento de Dados pela FATEC de Santos. Naquela época tudo o que eu queria ter na minha frente era um computador e uma desafiadora regra de negócio, que se transformaria no melhor programa possível. Mas as coisas mudam! Concluí que quem faz software com qualidade são as pessoas e não as máquinas. Hoje, minha MISSÃO é ajudar pessoas e times a alcançarem seus objetivos, pois acredito que o sucesso pessoal e profissional está ligado a três pilares: FELICIDADE, MOTIVAÇÃO e SENTIDO. Como faço isso? 💡 MOTIVANDO pessoas, fazendo-as enxergar o 💡 SENTIDO das suas ações, que traz 💡 FELICIDADE por fazerem a diferença em suas vidas, suas empresas. Sou formado em Coaching pelo ICC e escrevo artigos sobre Métodos Ágeis, Comportamento, Inovação e Coaching. Vejo no lúdico a forma mais profunda de aprendizado. Procuro sempre conduzir reuniões de forma criativa, que tragam algum tipo de aprendizado aos participantes, seja por meio de dinâmicas de grupo ou jogos em equipe. Neste quesito, desenvolvi um jogo, a "Feijoada Ágil", para ensinar conceitos sobre trabalho em equipe. Se você, como eu, também acredita que eu posso te ajudar, deixe-me saber! Vamos tomar um café e, quem sabe, juntos podemos MUDAR O MUNDO!

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s