Princípios Ágeis: Quem não muda, dança!

Pergunta do dia,  simples e direta: você é, de alguma forma, resistente a mudanças? Se a sua resposta foi “sim” e você está envolvido em uma Iniciativa Ágil, cara, você precisa rever seus conceitos! Ou vai ficar louco!

No Mindset Waterfall (e lá vamos nós, de novo), os projetos são fechados com um escopo bem definido, pois o prazo estipulado para o desenvolvimento depende diretamente disso: se o cliente ficar mudando de ideia a toda hora, nunca você conseguirá atendê-lo dentro do prazo. Justo!

O Contrato firmado entre cliente e fornecedor gira em torno de um escopo imutável e um prazo rígido. Tudo o que for diferente disso, deverá, obrigatoriamente, ser negociado (e cobrado à parte). Já passou por isso? Como foi a experiência? Dificilmente o cliente aceita pagar mais pelo que ele, possivelmente, classifica como “só um botãozinho”. Acontece que, sabemos, não é tão simples assim e esse “botãozinho” pode envolver um grande esforço de um ou mais profissionais do time.

O Manifesto Ágil prega que os envolvidos precisam estar abertos à mudanças. Por que? Bem… O mundo está em transformação constante. Não é mais possível esperar um longo período de tempo para começar a pensar em retorno de investimento em software. O que hoje pode ser considerado como bala de prata para o negócio, amanhã pode ser um elefante branco.

Nós, agilistas, precisamos dançar de acordo com esta música, enquanto o cliente está atento ao ritmo que mais faz sentido para o momento. Não podemos nos segurar na âncora do escopo, pois, como discutimos no artigo anterior, o desenvolvimento ágil preza pela satisfação do cliente. E qual cliente ficaria satisfeito com um software obsoleto?

O Princípio Ágil que discutimos hoje é:

Aceitar mudanças de requisitos, mesmo no fim do desenvolvimento. Processos ágeis se adequam a mudanças, para que o cliente possa tirar vantagens competitivas.

Ou seja, desapega, cara! No Mindset Ágil, a adaptabilidade é mais importante que os contratos de escopo e tempo fechados. Sem Change Requests, sem negociações intermináveis. Quanto mais rápidos formos em nos adaptar às mudanças de rumo propostas pelo mercado, maior será a satisfação do cliente com nosso trabalho, afinal, jamais se esqueça de que estamos constantemente entregando software de valor.

Entendo que algumas pessoas possam se sentir desmotivadas quando trabalham duro para colocar uma funcionalidade no ar e o cliente acaba diminuindo a sua prioridade ou até mesmo desistindo dela. Mas agilidade é isso: um grande exercício de resiliência. Constantemente precisamos aprender e adaptar a uma situação, mesmo que não seja antecedida por uma tempestade.

Para o cliente, isso é bom por que ele tem o domínio do rumo do barco. Obviamente cabe à equipe colocar algumas âncoras para que o barco não comece a girar indefinidamente. Por isso, uma boa prática é forçar que ao menos as sprints definidas tenham um escopo. São só algumas semanas, não meses. Isso dá ao time a segurança de que efetivamente entregarão algo de valor ao final da iteração.

Em outras palavras, Product Backlog é mutável, mutilável e chacoalhável, de acordo com a vontade do cliente (orientado pelo valor agregado que deseja para a iteração). Já o Sprint Backlog é imexível! A menos que algo muito grave ocorra e a iteração tenha que ser cancelada. Aí tudo volta à estaca zero: acontece uma nova planning, as tarefas são estimadas e a vida segue. Inclusive, recomendo que seja feita uma retrospectiva na sequência do cancelamento de uma iteração. É necessário deixar todos na mesma vibe, precisamos nos certificar como está o sentimento do time com esta mudança trágica.

Lembra do Darwinismo e a Teoria da Seleção Natural? É assim que funciona o mundo dos negócios! A “herança genética” da empresa é colocada à prova pelas condições ambientais. E, nessa evolução, são selecionados as que são mais favorecidos pelo ambiente em que são obrigados a viver.

Neste contexto, temos que nos adaptar às mudanças do mercado, sinalizadas pelo cliente. Assim, procure fazer com que o time tenha o seguinte pensamento:

Quem não muda, dança!

E lá se foi mais um artigo da série sobre os Princípios Ágeis! Se você quer saber mais sobre o Mindset Ágil, não perca a oportunidade de participar do Agile Trends, um evento sobre agilidade e gestão, altamente inovador e interativo. Inscreva-se aqui! E continue ligado no Agile Momentum para os outros artigos da série!

Anúncios

Marcelo L. Barros

Olá! Sou um cara criativo, curioso e detalhista, que, cada dia, mais se vê interessado em desvendar os mistérios desse "bicho gente"! Comecei minha carreira profissional em 1996, sou formado em Processamento de Dados pela FATEC de Santos. Naquela época tudo o que eu queria ter na minha frente era um computador e uma desafiadora regra de negócio, que se transformaria no melhor programa possível. Mas as coisas mudam! Concluí que quem faz software com qualidade são as pessoas e não as máquinas. Hoje, minha MISSÃO é ajudar pessoas e times a alcançarem seus objetivos, pois acredito que o sucesso pessoal e profissional está ligado a três pilares: FELICIDADE, MOTIVAÇÃO e SENTIDO. Como faço isso? 💡 MOTIVANDO pessoas, fazendo-as enxergar o 💡 SENTIDO das suas ações, que traz 💡 FELICIDADE por fazerem a diferença em suas vidas, suas empresas. Sou formado em Coaching pelo ICC e escrevo artigos sobre Métodos Ágeis, Comportamento, Inovação e Coaching. Vejo no lúdico a forma mais profunda de aprendizado. Procuro sempre conduzir reuniões de forma criativa, que tragam algum tipo de aprendizado aos participantes, seja por meio de dinâmicas de grupo ou jogos em equipe. Neste quesito, desenvolvi um jogo, a "Feijoada Ágil", para ensinar conceitos sobre trabalho em equipe. Se você, como eu, também acredita que eu posso te ajudar, deixe-me saber! Vamos tomar um café e, quem sabe, juntos podemos MUDAR O MUNDO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s